Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Filter by Categories
Apostilas
Artigos
Capítulos de Livros
Depoimentos
Dissertações
Livros
Materiais Curriculares
Monografias
Notícias
Outras Publicações
Portfólios
Projetos em Desenvolvimento
Projetos Realizados
Propostas de Ensino
Publicações
Sem categoria
Teses

Livros

RETRATOS DE EXPERIÊNCIAS PARA VISUALIZAÇÃO EM GEOMETRIA

Marcelo Bairral, George Bravo e Soraya Izar (Orgs.)
2022

A organização de um livro que trata da visualização nasceu da ideia de reunir professores regentes de turmas e que atuam em laboratórios de ensino com práticas e vivências envolvendo a Geometria. Não são práticas ou roteiros para serem aplicados diretamente, como receitas, sem considerar o público-alvo. As práticas relatadas foram desenvolvidas levando-se em conta o contexto do nascimento de uma ideia frente à demanda dos estudantes. Problemas detectados, os professores autores procuraram meios de solucioná-los, adaptando as propostas aos recursos disponíveis, ao tempo, à estrutura da escola. Dessa forma, propomos estudar os relatos como experiências que são. Aqui conseguimos reunir práticas em diferentes níveis de ensino. Do ensino fundamental ao ensino médio, incluindo a educação superior e a especialização, com os graduandos do curso de Pedagogia. Professores em seus campos de trabalho atuando como pesquisadores. Qual a motivação? Traduzir o conteúdo de uma matriz curricular, os objetivos de uma ementa, tópicos de uma aula, em alguma vivência para serem afetados e afetar pelos seus grupos de alunos. Sim, porque a sala de aula é um campo de trocas e professores precisam também se renovar a cada aula, a cada ano para respirar novos ares. Apostamos na visualização como uma habilidade a ser desenvolvida baseada nos conceitos fundamentais da Geometria e cujas experiências podem ser significativamente enriquecidas através das tecnologias. Tecnologias que, como bem define o professor Marcelo Bairral, vão desde o lápis e o papel aos aplicativos em ambientes de Geometria Dinâmica para aparelhos móveis. E qual seria a tecnologia mais acertada? Aquela que melhor se adequar ao público-alvo e à realidade da sala de aula. Principalmente em escrever para o público de um país tão diverso e tão desigual. Escolas sem recursos financeiros, sem o devido apoio governamental, mas que contam com profissionais que querem mudar essa realidade, muitas vezes aplicando recursos próprios. Apresentamos alguns retratos, faltam tantos outros para compor um álbum que dê conta de vivências por esse Brasil a fora. Trata-se de uma obra de interesse às Licenciaturas que formam professores para ensinar matemática e ou para docentes que ministram disciplinas em cursos cujo a visualização é uma das habilidades potentes (Arquitetura, Design Gráfico etc.). Esperamos que este livro sirva de incentivo para o nascimento e afloração de mais retratos que revelem a beleza de nossa luta como educadores.

Em “Saiba mais👇🏼👇🏼👇🏼 encontrará o link para download.

 

Saiba mais

Smartphones com toques da Educação Matemática: Mãos que pensam, inovam, ensinam, aprendem e pesquisam

Marcelo Almeida Bairral - Marcos Paulo Henrique (Orgs.)
2021

Com a leitura desse livro você terá oportunidades para inovar suas aulas e/ou pesquisas. É o smartphone dos próprios sujeitos que, em sua maioria, entraram em cena nos capítulos apresentados na obra. Os dispositivos divulgados são o GeoGebra versão convencional e os aplicativos calculadora gráfica, geometria e 3D –, o AZ Screen Recorder, o MyScript Calculator, MyAppSharer e o SHAREit. As tarefas foram elaboradas e implementadas em escolas públicas e abordaram conteúdos diversos (retas paralelas intersectadas por uma transversal e propriedades correlatas, isometrias, relações numéricas, semelhança e congruência de triângulos, funções elementares, limite de uma função e integral definida). Exemplos de tarefas e sugestões de ordem técnica e pedagógica também são expostos. Tarefas de ambientação e o uso da folha de ícones são fundamentais em dinâmicas, visando a construção de conceitos matemáticos aplicativos em smartphones. A folha de ícones é um recurso elaborado a partir dos próprios ícones de um aplicativo. Nela o sujeito pode registrar suas próprias observações e seu entendimento de como o ícone pode ser utilizado e o que ele fornece como resultado após realizar toques na tela dos dispositivos. No livro você também verá uma variedade de instrumentos para uso na pesquisa ou na sua aula, dentre eles: diários de campo, folha de atividades, folha de ícones, captura de telas, gravação em vídeo e de toques em telas, tempestade de ideias, registros fotográficos, questionário on-line gerado no Google Forms etc. Fica o convite ao fazer pedagógico diferente, que não é simples, mas, certamente, retroalimentador para o professor e estimulante para o aluno. Boa leitura e boas práticas!

 

Saiba mais

Tecnologias Móveis, Neurocognição e Aprendizagem Matemática

Marcelo Bairral
2021

Caro leitor, o livro que você está prestes a ler oferece uma jornada pelo complexo mundo da Educação com tecnologias. Mesmo além do ensino e da aprendizagem, há um apelo a uma Educação Matemática gratuita, acessível e solidamente fundamentada com base em observações de alunos, licenciandos ou professores em formação. A obra é inspirada em grande parte por pesquisas realizadas ao redor do mundo e que tentam levantar um véu para lançar luz sobre esse ato, tão simples a priori, de transmitir o conhecimento adquirido e acumulado em séculos de história. Mas transmiti-los em uma época em que o progresso técnico às vezes vai mais rápido que o desenvolvimento harmonioso dos laços sociais questiona inevitavelmente a educação matemática em seu contexto político. E, diante da complexidade, métodos ou receitas simples não são sustentáveis. Como o sociólogo Mauss (1925) disse, a Educação é um fato total, o que significa que a didática ou as ciências da educação ou da sociologia ou… podem capturar apenas parte desse fato total. Assim, trabalhar no campo da pesquisa educacional exige ser humilde e levar em conta essa complexidade. É também uma reivindicação epistemológica que está na origem do posicionamento da pesquisa. O autor deste livro participa, observa, analisa, critica e revela uma visão política, no sentido nobre do termo da Educação, propondo respostas complexas, mas cientificamente estabelecidas, a essa questão universal.

Saiba mais

Ambiências e redes online: interações para o ensino, pesquisa e formação docente

Marcelo Bairral
2020

Este livro contribui para a constituição de ambiências visando aprimorar o ensino, a aprendizagem e a pesquisa em contextos online. São capítulos escritos por autoras e autores com experiências variadas em instituições públicas. Redes sociais ( Facebook e WhatsApp), editor Wiki, materiais curriculares educativos online, Virtual Math Teams com Geogebra são exemplos de suportes tecnológicos presentes em diferentes capítulos. A leitura permitirá a compreensão de aspectos que caracterizam a Educação Online e sobre a diferenciação da Educação a Distância. Você também obterá inspiração para construir desenhos didáticos para suas atividades online, todas potencializadas por interações e reflexões colaborativas. Embora estejamos cada vez mais conectados os capítulos alertam para o uso indiscriminado da Internet, que ficou muito evidente na pandemia do COVID- 19. Realizar uma conexão para baixar ou assistir vídeos, para realizar videoconferências ou chat online. Você verá que um ambiente virtual de aprendizagem não é o espaço apenas para gestão acadêmica. Tampouco, é um repositório de material didático e de atividades a serem feitas e enviadas. Embora o professor seja um profissional imprescindível na elaboração e execução de um desenho didático, não podemos ter dinâmicas nas quais os alunos estejam apenas ouvindo explicações docentes. Equipamentos adequados, conexão excelente, tempo de reflexão e contraste crítico de informação, formas diversas de apropriação de tecnologias e de construção compartilhada de conhecimento devem ser preocupações constantes na arquitetura de ambientes online.

Saiba mais

Volume 8 – Ambientes virtuais e formação de professores: de construções individuais às interações coletivas

Alexandre Assis e Wagner Marques (Orgs.)
2017

“O livro mantém o caráter inovador da coleção trazendo temas emergentes e que apontam para a urgência de se debruçar sobre questões relacionadas com diferentes formas de pensar e construir conceitos matemáticos, além de formas para aprendê-los e ensiná-los usando tecnologias digitais, em particular, em ambientes virtuais didaticamente desenhados ou não para fins educacionais”.

Saiba mais

Volume 7 – Mãos em ação em dispositivos touchscreen na educação matemática

Marcelo Bairral, Alexandre Assis e Bárbara Caroline da Silva
2015

Este livro abre uma nova agenda nacional de pesquisa em educação matemática focada nas interações e formas de manipulação em dispositivos touchscreen. A obra parte do princípio de que realizar toques diretos na tela é diferente da ação de clicar e arrastar, comum em ambientes de geometria dinâmica. Além dessa mudança de cunho cognitivo, os autores instigam o leitor a pensar em transformações de ordem didática e na própria natureza da matemática quando usuários manipulam simultaneamente pontos em determinada figura. Resultados de implementações com estudantes e futuros professores de matemática são usados para ilustrar algumas dessas mudanças. O leitor também encontrará um detalhado mapeamento de aplicativo.

Saiba mais

Volume 6 – Na calculadora é ponto ou vírgula? Analisando interações discentes sob as lentes de Vigotsky e Bakhtin

Wagner Marques e Marcelo Bairral
2014

Na calculadora é ponto ou vírgula? Analisando interações discentes sob as lentes de Vigotsky e Bakhtin Neste livro você verá que o uso da calculadora ainda é atual e necessário nas aulas de matemática. Na obra os autores trazem resultados de uma pesquisa que usou calculadoras em turmas do Ensino Médio. Embora a calculadora parecesse ser um recurso familiar aos estudantes, a investigação ilustra fatos interessantes no aprendizado dos discentes como o manuseio em teclas de memória, as representações numéricas e o uso de ponto ou vírgula. A inovação integra um projeto no âmbito do Observatório da Educação da Capes.

Saiba mais

Volume 5 – O uso de chat e de fórum de discussão em uma educação matemática inclusiva

Marcelo Almeida Bairral (Org.)
2013

O propósito desse quinto volume da Série InovaComTic é continuar promovendo reflexões sobre possibilidades de melhorias nos processos de ensino e de aprendizagem de matemática mediados por tecnologias digitais. Os ambiente virtuais são o foco e a obra foi pensada para educadores interessados em implementar e analisar práticas formativas mediadas por chat e fórum de discussão. Para sustentar a ideia de que é possível interagir e aprender nesses cenários os autores socializam experiências de formação inicial de professores de matemática e com alunos “regulares”, cegos ou surdos. Com a leitura da obra você poderá perceber que incluir é argumenta, é imergir para desatar nós em um infinito virtual particular.

Saiba mais

Volume 4 – Pesquisa, Ensino e Inovação com Tecnologia em Educação Matemática: de calculadoras a ambientes virtuais

Marcelo Almeida Bairral (Org.)
2012

O propósito deste livro é promover reflexões sobre possibilidade de melhoria nos processos de ensino e  aprendizagem mediados pelas TIC. A obra foi pensada para licenciando e professores de não ficam apenas encantados com o caráter  atual e inovador da tecnologia, mas para aqueles educadores que problematizam a sua situação nos processos  formativos e buscam alternativas para viabilizar a sua implementação. Neste quarto volume da Série InovaComTic estudiosos da área de Educação Matemática, de Educação, da Linguagem e da Informática buscam estratégias de rompimento com práticas reprodutivistas de uso da informática educativa no ensino que implementam e na pesquisa que desenvolvem.

Saiba mais

Educação Geométrica e Formação Continuada de Professores em um Ambiente Virtual 

Marcelo Bairral e Joaquin Giménez
2012

Neste livro o leitor, professor ou futuro professor, conhecerá diferentes abordagens para o trabalho com a geometria em sala de aula. Ao tratar do desenvolvimento profissional docente através de interações na internet a obra é pioneira no campo da Educação Matemática nacional. Nela os autores apresentam elementos estratégicos considerados na estruturação de um ambiente virtual específico para a formação continuada totalmente à distância. Os conceitos geométricos são trabalhos em perspectiva Dinâmica na qual formados e professor são continuamente atores do processo formativo. Preconizando também uma abordagem integradora os pesquisadores desenvolvem elementos curriculares inerentes as formas no espaço, as construções geométricas elementares, dos ângulos e as simetrias e semelhanças no plano. Uma gama de recursos e atividades inovadoras poderá ser encontrada ao longo da obra. Este livro é uma reedição do livro “Geometria para 3º e 4º ciclos pela internet, publicado em 2004 com financiamente da SESu/MEC.

Saiba mais

Volume 2 – Poliedros estrelados no currículo do Ensino Médio

Marcelo Almeida Bairral (Org.)
2010

A obra é fruto de uma pesquisa que buscou desenvolver e implementar inovações para o trabalho com poliedros estrelados no Ensino Médio. Referidos poliedros ainda estão inexistentes nas aulas, nos livros didáticos e em propostas curriculares nacionais. Curiosamente, há uma gama de recursos e de informações sobre os poliedros estrelados na Internet. No entanto, esse material ainda é de cunho informativo, pouco didático. Oferecer uma abordagem didática para a temática é a finalidade da nossa obra. Concretamente, ilustramos técnicas e módulos de dobraduras, animações, vídeos didáticos e planificações, apresentamos algumas atividades que podem ser utilizadas e comentamos alguns resultados obtidos nas implementações com alunos e professores.

Saiba mais

Volume 3 – Tecnologias Informáticas, salas de aula e aprendizagens matemáticas

Marcelo Almeida Bairral (Org.)
2010

Este livro é destinado a graduandos, professores de matemática e jovens pesquisadores interessados pela informática educativa. A obra apresenta possibilidades de inovação com os softwares i-Complex e o Régua e Compasso, com portfólios eletrônicos e portais de compartilhamento. O seu propósito é oferecer um leque inspirador de situações de aprendizagem e um subsídio teórico que sejam motivadores para a constituição de diferentes espaços para interagir e aprender matemática.

Saiba mais

Volume 1 – Tecnologias da Informação e Comunicação na Formação e Educação Matemática

Marcelo Almeida Bairral
2009

Esta é uma obra dirigida a educadores interessados no ensino e na aprendizagem de matemática tendo as TIC como mediadoras. É, também, um livro direcionado a licenciaturas em Matemática, Pedagogia e cursos de formação de professores de áreas especificas como Física e Química, pois brevemente chegaremos a um tempo onde a informática deixará de ser uma disciplina específica do currículo para se constituir em uma habilidade comum no conhecimento dos profissionais das diferentes áreas do saber. Estudiosos do campo do Currículo, da Psicologia, da Comunicação e da Informática Educativa também podem se interessar pela obra. Enfim, trata-se de uma fonte inspiradora a leitores criativos, críticos, autônomos e que acreditam que aprender é uma atividade constante.

Saiba mais

Discurso, Interação e Aprendizagem Matemática em Ambientes Virtuais

Marcelo Almeida Bairral
2007

“O presente livro apresenta ferramentas teórico-metodológicas apropriadas para analisar e construir unidades formativas em contexto virtual. No entanto, muito que discute pode aplicar-se com igual propriedade a contextos presenciais aprendizagem/formação. Evitando apresentar uma receita pronta a usar, convida-nos assumir um papel activo, imaginando outras análises e concebendo outros espaços onde, eventualmente, se podem prosseguir muitos outros objectivos formativos desenvolver muitas outras experiências de aprendizagem. Trata-se, por isso, de um significativo contributo para o uso das TIC tendo em vista uma melhor formação dos professores e portanto também uma melhor educação, no quadro de uma sociedade mais humana e mais justa.”

Saiba mais